E se fossem como as estrelas?


Apoiada no beiral da janela, eu observava as estrelas. Tão lindas! E tão distantes... Queria poder tê-las, poder tocá-las, mas não podia. Então me veio um pensamento perturbador, e eu tive medo. Tive medo de que meus sonhos pudessem ser comparados às estrelas: sonhos lindos. E distantes.