Conclusões

As moscas na minha janela já estão tontas
De tanto baterem no vidro esperando atravessá-lo
As toscas conclusões humanas nunca ficam prontas
De tanto atravessarem o tempo sem poder pará-lo



Publicação original: 29/05/2014 | Reedição: 23/07/2017

5 comentários:

  1. Pequenos e belos versos, gostei bastante deste curto soneto!

    Beijos, INconvencional!

    ResponderExcluir
  2. Eu amo sua escrita Lari, você sabe disso já. rs. Belo verso. Pequeno mais com um significado bem forte! Parabéns minha escritora, sou sua fã! *-*

    dallyse.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Anônimo30/5/14

    Gostei Muito do Poema, me fez lembrar uma famosa Teoria de Platão ,Na qual vivemos em uma Caverna virados para a parede e só vemos a sombra da Realidade! Parabens pela postagem Larissa

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Lari.. os tesouros da existência.. onde encontrar eles.. este é o nome de uma das minhas obras.. ainda não sei onde buscar palavras para mostrar o que vejo.. mas estou tentando.. gostei do verso muito bem rimado.. um verso de 4 linhas tem dentro dele muita poesia.. beijos e até sempre

    Lapidando Versos

    ResponderExcluir
  5. Conclusões nunca ficam prontas pela adição de novos conteúdos pelo tempo... Amei o verso, você é incrível, Lari!
    Sel do Jovens Gordinhas

    ResponderExcluir