Sobre estes parênteses

(Estes parênteses não contêm as respostas que você me cobrou nem a explicação para as atitudes que eu não tomei. Estes parênteses estão, simplesmente, protegendo minhas palavras do lado de fora. O lado de fora me deixa preocupada... Já aqui dentro é tão seguro! Não há expectativas nem desilusões: há apenas um sentimento bom quando minha alma, nas pontas dos pés, olha por estas janelas molhadas que são meus olhos e se certifica de que você ainda está aí. Eu preciso que você esteja aí. Sua presença alimenta meus sonhos e meus sonhos sustentam este abrigo. Então, por favor: perdoe meu egoísmo e tenha paciência comigo. Não me deixe abandonada sob os escombros da minha loucura quando estas paredes desabarem. Mais cedo ou mais tarde, elas irão desabar...)



8 comentários:

  1. A frase que mais me chamou a atenção foi: "Por favor: Perdoe o meu egoísmo e tenha paciência comigo" não sei o motivo rs, mas me identifiquei bastante. Acho que quando queremos que uma pessoa fique ao nosso lado ou que "ela esteja aqui" somos egoístas, mas não de uma maneira ruim, é a necessidade que temos de querer a presença dela em nossa vida pelo fato de que é ela que ajuda a manter as paredes da nossa "loucura" firmes, por que se essa pessoa se vai, a parede corre o risco de desabar...
    Como sempre, estou encantada com suas palavras ♥ Beijos (Adorei o novo visual do blog e de saber que você é de Minas, descobri que somos do mesmo estado rsrs :D Você mora em qual cidade? Se puder dizer, claro)

    www.pumpcolor.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu moro em Caldas, uma cidadezinha que fica no sul do estado :)

      Excluir
  2. Assim como a Lavínia, me identifiquei bastante com a frase "perdoe o meu egoísmo e tenha paciência comigo", mas a diferença é que eu sei o porque. É minha estranha necessidade de estar sempre com alguém que, na minha cabeça, me pertence, tira dos demais toda a paciência que algum dia tiveram comigo. É aquela coisa de se apegar rápido e forte demais.
    Lari, sempre adorei o modo como você escreve e dessa vez não foi diferente. Eu nunca sei o que comentar, por isso raramente apareço por aqui, entretanto achei necessário comentar nesse post, pois mais uma vez você conseguiu descrever tudo o que eu sinto.
    Disse no post anterior e vou dizer nesse aqui também: está tudo maravilhoso e mais aconchegante por aqui. Parabéns pelo blog maravilhoso!

    Abraços,
    blogcontosdebranca

    ResponderExcluir
  3. Eu não sei explicar qual foi a melhor parte. Suas metáforas foram excelentes! <3
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  4. Belo texto! Você é sempre muito criativa, Larissa. Me perco nas suas palavras :)

    Gostei da fotografia e dos detalhes.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que é por isso que gosto tanto de usar parênteses, é como se eles estivessem protegendo minhas palavras.
    Lari, não me canso de ler seus textos, eles têm tanto de mim! Seu talento é simplesmente incrível.
    Adorei o novo layout e nono nome, estão encantadores *-*

    Beijo,
    http://versariante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Que saudade que eu estava daqui, finalmente tirei um dia para visitar pessoas que admiro neste mundo da blogosfera. Tudo bem contigo Lari? Estou aqui relendo seus textos nos quais amo demais. <3

    www.doceencontro.com

    ResponderExcluir
  7. Incrível como esse som do Serj encaixou tão bem com o feeling das suas palavras. Autopreservação, em uma face suave, sutil, humana.

    Muito bom Lari <3
    Até mais.
    xoxo

    ResponderExcluir