A abstração da casa e o concreto da loucura


Com o passar dos anos minha loucura foi ficando cada vez mais espessa... Cada vez mais densa... Camada sobre camada de pensamentos insanos fizeram com que ela começasse a ocupar lugar no espaço e, assim, deixasse sua habitual abstração para virar matéria. Meus delírios estão concretos e eu digo ― digo para todo mundo! ―, mas todos estão assustados demais... E o pior: hoje eu descobri que a área que a abstração concreta da minha loucura já ocupou é tão grande, mas tão grande, que virou barreira ao meu redor. Eles não podem mais se aproximar. Eles não entendem e estão impedidos de tentar me entender. Estou sozinha, minha loucura aumentando, as paredes rachando, o teto desabando...! Sob a abstração da casa, sob o concreto da loucura, estou sufocando.