Espetáculo

O corpo bem acomodado numa cama
enquanto, no palco da mente,
imagens se apresentam 
rápidas, 
coloridas, 
vívidas
numa dança sem som nem ritmo

Aplausos mudos.
Um belo espetáculo.

No fim, as imagens, de mãos dadas, agradecem,
unidas num borrão só

Lentamente, fecham-se as cortinas
(Lentamente, pega-se no sono.)