Rotações


O mundo gira várias vezes
e tantos sorrisos bonitos o atingem em cheio
e as coisas por fazer são muitas
e é muita a poeira que se acumula, assim,
sobre o que eu para você

Meu rosto, aos poucos, o quê?


Publicação original: 24/05/16 | Reedição: 24/07/2017

4 comentários:

  1. Poema inspirador. Deu uma paz ao lê-lo. Ótimo, Larissa.

    ResponderExcluir
  2. E também assenta-se sobre nós isso que chamam de pó(esia), impregnando de tal maneira que se torna uma parte de nós mesmos...

    ResponderExcluir
  3. Linda reflexão!
    Bem inspiradora ♡ Beijos.

    ResponderExcluir