Toca


Se sua alma tivesse coluna,
é certo que já estaria torta
de tanto que ela se enverga para dentro de si mesma.
E, uma vez abaixo do nível dos olhos do próprio corpo,
que já tão pouco se abrem para deixar a luz passar,
desconhece o que se passa lá fora,
ignora os rostos que se aproximam,
aliena-se por completo
e enverga-se mais,
e outra vez mais,
e outra vez mais...
Dobra-se infinitas vezes sobre ela mesma
e se compacta tanto, mas tanto, que vira buraco negro
e se suga.

12 comentários:

  1. Larissa, oi!

    Não lembro como cheguei aqui, mas cheguei. E me encantei. Inicialmente pela clareza, pelas cores e pelo passarinho - o que me remeteu ao meu próprio espaço. E daí então, me encantei pela sua letra. Seus versos, sua poesia profunda, que me atingiu.

    Obrigada por permitir a leitura.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaya, seja bem vinda!

      Fiquei bem feliz por saber que gostou deste cantinho e se identificou, e olha: eu que tenho que te agradecer: pela visita e pelo cometário tão lindo ♥

      Outro abraço para você! Em breve vou aparecer em seu blog para conhecê-lo também :)

      Excluir
  2. Quanto menos alma, quanto menos calma, muito mais armas, muito mais karmas.
    GK

    ResponderExcluir
  3. Adorei a visão que cabe para tantos casos, vidas, destrinchares. Lembrei bastante do que sempre ratifico: que maturidade é não desistir de sentir e que amar a si não é sinônimo de fechar portas para outros amores, isso é desamor a si, é esquecer que a nossa evolução depende de como aproveitamos o nosso relacionamento a partir de outros próprios.

    www.semquases.com

    ResponderExcluir
  4. Muito bom dia Lari.. tu sempre criando cenários com as palavras.. abordando e bordando as mesmas lindamente..
    ainda espero ver um livro teu de poesias..
    vá pensando nele viu bjs e feliz dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo, Samuel! Também eu gostaria de publicar alguma coisa algum dia, mas, até lá, vamos blogando... haha.

      Beijos! Um dia incrível para você também :)

      Excluir
  5. Belo, belo, belo, belíssimo!
    Lari, você sabe usar as palavras como ninguém. Sua escrita é sempre surpreendente, como uma descoberta de algo com o qual a todo momento estivemos em contato.
    Ahh, e as fotografias também possuem seu encanto, sua própria poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Receber elogios de outra poeta (incrível) faz tão bem pra alma... Muito obrigada <3

      Excluir
  6. Encontrar seu blog foi muito bom! Amei muitos textos (li vários), você escreve de um jeito lindo demais <3!

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senti o mesmo em relação ao seu blog! E obrigada :)

      Excluir