Eterno fracasso


O dia,
amuado,
amaldiçoa e culpa o passado
pela esperança que lhe foi posta nas costas,
tão pesada
que o fez arcar,
arcar...

Até ceder, 
cair,
morrer.

27 comentários:

  1. Adorei os versos e adorei também o visual novo do blog! <3

    ResponderExcluir
  2. Viver é colecionar concessões na esperança do impossível.
    GK

    ResponderExcluir
  3. Sempre um encanto entrar aqui e ver suas fotos e sentimentos <3

    ResponderExcluir
  4. A forma como as fotos combinaram com o texto... foram do mesmo dia?
    Adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram sim, Isadora! E, delas, ainda há mais um tanto... Acho engraçado como, na hora do crepúsculo, o céu muda a todo momento e nos permite sempre um quadro diferente e inspirador; ter uma câmera em mão nesse horário costumar render boas fotos!

      Beijos!

      Excluir
  5. Olá,Larissa! Como vai? Esse blog é uma gracinha mesmo em? Sua forma de escrever é tão linda! Você tira fotos assim todos os dias?
    Beijos .
    | reckless | e Hematomas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luccas! Vou bem, e você?

      Muito obrigada!

      Não costumo tirar fotos todos os dias, mas é bem normal que minha câmera esteja comigo quando estou junto à natureza ou caminhando por uma cidade bonita :)

      Beijos!

      Excluir
  6. Oh, Lari... (☹) Versos lindos!
    As fotos foram inspiradas no texto ou o texto nas fotos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu diria que o texto nas fotos, posto que ele foi escrito posteriormente ;)

      Obrigada!

      Excluir
    2. Que lindo o teu dom de extrair palavras de fotografias! ♡

      Excluir
    3. Obrigadíssima ♡♡♡

      Excluir
  7. Fotos lindas, versos mais ainda. Suas palavras são mágicas, Lari! ♥

    ResponderExcluir
  8. Os versos me pareceram um pouco tristes Larissa. As fotos estão belas como sempre.
    P.S.: Você que gosta de versos, gostava de Ferreira Gullar, nossa, fiquei muito triste com a morte dele.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os P.S. foi uma pergunta, ali depois de Gullar faltou a interrogação.

      Excluir
    2. Obrigada, Fernanda!

      Então... para ser sincera, eu ainda sei muito pouco sobre o Ferreira, apesar de ter conhecimento de sua importância para a Literatura Nacional desde o meu Ensino Médio. De qualquer modo, senti sua morte também; os nossos gênios literários estão indo todos embora...

      Beijos!

      Excluir
  9. Adoro essa tua alquimia de fundir trabalho, criatividade e talento.
    Saudações!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações, OAKMAN! E muito obrigada :)

      Excluir
  10. Às vezes ceder é parte de todo um novo processo para que se torne broto novamente. Ou não. [Caetaneei agora, hahaha].

    Larissa,

    você arrasa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas eu gostei do seu Caetaneamento, haha! E muito obrigada <3

      Excluir
  11. Ooi Lari! Não sei se foi sua intenção mas achei que as fotos e os versos se complementaram... E fiquei na dúvida de quais dos dois são mais bonitos! Esperança as vezes é um fardo muito pesado, mas também se não tivermos como saímos dos dias amuados?

    Beijinhos Bi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bianca! Tudo bem?

      Foi intencional sim, haha. E obrigada!

      Concordo com você no que diz respeito à esperança; sem esperança, a vida quase que perde o sentido.

      Beijos e bom fim de semana para você!

      Excluir