Pedido. Perdido.


Despediu-se com um “Vê se não some, heim?”, e depois disso sumiu. Nem ele nem seu corpo nunca foram encontrados.

18 comentários:

  1. Ninguém mais além da tua fotografia, olhou o céu...
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário 😊

      Igualmente, Carlos!

      Excluir
  2. O que mais se diz para sempre é em regra o mais fugaz.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre conciso e genial 😊

      Abraços!

      Excluir
  3. Obrigado. Adorei a intrigante sutileza do "nem ele nem seu corpo"!
    GK

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Gostei do seu blog :)
    Intrigante o seu post
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada 😍

      Beijos e boa semana!

      Excluir
  5. Tem gente que voa. Tem alma que salta e o corpo deixa de ter motivo.

    Acho que tudo fica encantado e acaba em meio a um céu assim, como o da tua imagem-poesia.

    Um beijo, Lari.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beijo enorme, Jaya! E um resto de semana bem lindo para você 💙💙

      Excluir
  6. Uau, adorei!

    "Pedido. Perdido" - sensacional!

    Beijos! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Nadine 😊

      Beijos!

      Excluir
  7. Saudades daqui, Lari! De visitar tamanha delicadeza em formas líricas tão bem delineadas. Que bom que não parou de postar ;-)

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, e que bom que você apareceu! Saudades de vê-lo por aqui também! E obrigada!

      Beijos 😊

      Excluir
  8. Olá Larissa,

    Fiquei pensando um tempão, sobre seu post, a foto, a história.
    Existe entre outras versões também o "te cuida, viu", dito assim de forma carinhosa e melancólica. É o prenúncio do desaparecimento. Se desaparece simplesmente. Assim como essas nuvens.

    Continue sempre a cultivar sua inspiração.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dave, olá!

      Muito obrigada pelo seu comentário, que já serviu como uma inspiração e tanto 😉

      Abraços e bom domingo para você!

      Excluir
  9. Os sumiços que não possuem cara de adeus são os que mais me consomem. O que fica é a espera, o desespero. E do lado de lá talvez eu nem mais exista para quem existi um dia. :(

    Lindo demais, beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo muito o que você quis dizer, Helen... A vida tem dessas com a gente 😐

      Muito obrigada, viu?

      😘

      Excluir