A casa mal-assombrada


Dez anos de minha morte, e ainda não posso permitir que ele me esqueça.

14 comentários:

  1. Morrer primeiro é, de fato, o problema que sucede o apego.

    ResponderExcluir
  2. Ninguém tanto quanto os imortais pensa em suicídio.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma imortalidade sem propósito é uma ideia desesperadora... Talvez tanto quanto a própria morte; ou que a própria vida.

      Excluir
  3. Pode ser meio bobo, mas o titulo e a frase me lembraram a animação Casa Monstro (um filme que demorei muito tempo pra assistir ate o final mas mesmo assim sempre gostei)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me lembro desse filme, assisti a ele várias vezes quando mais nova (e poderia assistir de novo) 😊

      Excluir
  4. A poesia anda de mãos dadas contigo

    ResponderExcluir
  5. Oi Larissa também me lembrei do filme ao ler a frase!
    Gostei muito dessa foto.
    Abraço!

    http://cotidiano-alternativo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fernanda!

      Abraços "procê" 😊😘

      Excluir
  6. Se eu te contar do quanto divaguei com essa imagem e mais as palavras, tu não ia acreditar. Tuas publicações dão uma espremida no meu cérebro e tanta coisa vai sendo liberada que fiquei uns cinco minutos parada tentando concluir alguma coisa. E não tem conclusão. A única conclusão talvez seja a morte. Mas pode também ser um introduzir-se. Depende dos olhos que estarão olhando.

    Tu me deixa besta, sempre.

    Saudades, Lari.

    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estava com saudades de tu e de seus comentários lindos por aqui ❤

      Obrigada pelo que disse, pela visita sempre tão bem-vinda!

      😘😘

      Excluir
  7. Anônimo4/10/17

    esquecimento é uma conversa quieta, pra não perder o sentido de tudo. Tu nunca me deixa mudo ...

    ResponderExcluir