Atravancada

Surgem hematomas nas pernas
assim como surgem os móveis no meio do caminho.

Tão distraída...

(Distrai-me é você sempre à frente
nos corredores da mente.)

Falta espaço.
Céus, falta espaço em tudo!

8 comentários:

  1. Contra a tranca que atravanca é a fé a alavanca.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Vou guardar esse poema no meu caderninho para ler sempre.

    ResponderExcluir
  3. tão suave e amplo, que dá vontade de respirar teu poema.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, NB!

      Um abraço enorme pra você também!

      Excluir
  4. Só queria dizer que acordei com um hematoma na perna de ontem pra hoje. Teu poema parece ter sido escrito pra mim, por mim <3

    www.memorizeis.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 💗

      Bom domingo pra você, Viviane!

      Excluir