"X" ou "Y"?

por - 21.8.12

Aula de matemática e a voz possante da professora ao fundo, ditando regras e mais regras. Na lousa está escrito: "Exercícios da página 120". Abro o livro e me deparo com vários problemas. Como se minha vida já não estivesse suficientemente cheia deles.
Meus pensamentos voam, pousando em "x". Não no "x" do exercício 1, nem no do exercício 2. Era o "x" da minha questão. Até então, eu estava empenhada em encontrar seu valor todas as noites antes de pegar no sono. Talvez ele valesse nada, talvez valesse mais do que eu podia imaginar. Acontece que, para descobrir tal valor, eu deveria deixar o Conjunto Ilusão e seguir rumo ao Conjunto Verdade. Fui pelo caminho mais difícil, e acabei conhecendo "y". As coisas se complicavam cada vez mais, e parecia não haver solução para o problema. Agora não é mais Bhaskara ou fatoração, é cabeça ou coração.
Duas incógnitas. Para descobrir o valor de uma, devo isolar a outra e depois subtraí-la da minha vida. Mas qual? Incertezas ao cubo... x + y = tremenda confusão.

14 comentários

  1. Nossa, adorei o texto.
    Fiquei ao quadrado depois de ler kkk
    show!!
    Beijos
    Diário Ciumento

    ResponderExcluir
  2. Um texto bastante esclarecedor, me identifiquei com o seu desfecho.

    Meu blog é novo, se puder,apareça por lá:
    http://blogqueridarealidade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adoreei o texto!! *o*

    Beijoos ;33

    http://besteirolls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. adorei teu texto *o*

    www.todomeldaflor.com

    ResponderExcluir
  5. Nossa, amei! Muita criatividade para misturar a vida e coisas matemáticas ^-^ Arrasou! *-*

    Bjos...

    - SammySacional -
    - Beautiful & Fearless -

    ResponderExcluir
  6. Meu deus que Bháskara kkkk
    Verdade até me enroleei
    Se você poder deixar a sua marquinha lá no meu bloguito ficarei muito feliz!
    --> CLICA?MundoFantásticoFeminino

    ResponderExcluir
  7. OMG! Que texto tão profundo! Amei muito, foi você que fez? Se sim parabéns, ficou perfeito demais!!

    Garota Vertigem
    ps: O blog está excluindo pessoas que comentam com link, portanto se você for retribuir o comentário clique no perfil pra ver o blog. Obrigado!

    ResponderExcluir
  8. Muito lindo o texto.. parabéns... Acho que todos nos sentimos assim em alguns momentos..

    Beijo Grande, Fraan

    http://lembrancasimperfeitas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ah, adorei. De vez em quando é extremamente necessário procurar a verdade, por mais impossível que pareça.
    Beijos,
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente adorei. Muito original o breve texto, e foram tão simples as palavras mais tão naturais. Muito legal aqui.. Bjos.

    http://feelfirstandthinglater.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Uuhh adorei o texto! Ficou muito legal o tema que usou para falar sobre outro ^^

    Bjs~
    Torta de Menina

    ResponderExcluir
  12. Grande confusão. Até parece que nossa vida já não tem problemas demais,né!
    Bem legal o texto,adorei!!

    Beijos!!
    Blog||Twitter

    ResponderExcluir
  13. Quanta criatividade e talento, apenas com 14 anos. Adorei a união de linguagens que utilizou, Lari. Se meus alunos, escrevessem-me um texto assim, mas não fossem tão bem na prova de matemática, certamente iria considerar alguma coisa. Ao contrário do que muitos pensam, português (especificamente literatura) e matemática podem sim se conversar e criar uma amizade peculiar, basta que quem escreve descubra isso.

    Muito obrigado por ter compartilhado esse inventivo texto comigo! Uma curiosidade: Gosta de matemática, Lari? rsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou eu que agradeço, Vitor: muito obrigada pelo comentário tão gentil! Concordo que, com um pouco de criatividade, matérias de ramos diferentes podem "conversar"; se isso fosse feito com mais frequência, talvez mesmo os alunos aprendessem com mais facilidade...

      Vou te confessar que, do 6° ao 9° ano e mesmo no Ensino Médio, eu era pouco fã de matemática... Mas conseguia entender bem os conteúdos, e tirava notas altas nas provas ("mal" de CDF? Talvez, haha). Quando mais nova, contudo, costumava dizer que era uma de minhas matérias preferidas. Crescendo e mudando com o tempo...

      Beijos e obrigada, mais uma vez!

      Excluir