Besouro em giros alucinados

O besouro sossega
quando as luzes se apagam
(mas o besouro continua lá).

6 comentários:

  1. Oi, Larissa como vai? Que besouro danado! Adorei a metáfora. Você é uma mulher inteligentíssima. Uma das qualidades que este que vos escreve mais aprecia em uma mulher é a inteligência, e a sua é bastante apurada. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Luciano! Vou bem, e você?

      Muitíssimo obrigada, mesmo ♡

      Abraços e uma ótima semana para você!

      Excluir
  2. Aqui em casa sempre tem besouros no quintal, por causa das árvores. Volta e meia eles voam para o meu quarto e eu sempre fico desesperada querendo que eles voltem para o quintal rsrsrs. Estou adorando estes versos sobre eles ♡

    Beijos, minha querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quintal, árvores... ♡

      (Os besouros são um preço pequeno a se pagar, se você pensar bem, haha!)

      (Palavras da apaixonada por natureza que está morando em um prédio cuja vista será tampada.)

      Valeu mesmo, Lídia!

      Beijos ♡

      Excluir
  3. Eu fico besta demais com isso que você consegue fazer. Você tira coisas que a gente está tão acostumada a ver no cotidiano e não enxerga, sabe? Você enxerga e ainda faz poesia, Lari! Aff. E é isso a vida. As coisas estão ali, mesmo que a gente não veja. Talvez por isso seja tão importante sentir.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico tão profundamente grata por cada palavra bonita e inspiradora que você deixa aqui, Jaya ♡

      (É preciso sentir ao máximo, sempre.)

      Beijos e ótima semana para você!

      Excluir