Fantasmas, II

por - 5.10.20

 É o vento que abre as cortinas 
 ou são os fantasmas desta casa 
 que precisam de ar? 


6 comentários

  1. Oi, Larissa como vai? Permita-me lhe dizer algo importante; seu nome deveria ser poesia, pois sua alma de poetisa está sempre presente nos teus escritos, e enraizada junto à você em si mesma. Adorei. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luciano! Vou bem, e você?

      Ganhei o dia com esse comentário... MUITO, muito obrigada ♡

      Abraço enorme pra ti!

      Excluir
  2. Oi, Lari!
    Fiquei pensando de onde vem os meus fantasmas (eles vêm ou eu que os pari?)
    Amo como você me faz pensar! :D

    PS: Tenho amado muito a sua newsletter e falado para os amigos se inscreverem! :D

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fernanda! Como você está?

      Sabe, eu acho que nossos fantasmas são nossas ideias. (E nossas palavras.)

      Muuuuito obrigada por seu comentário e por estar divulgando minha news ♡ Dessa vez ela está atrasada, mas vai chegar. E também amo a sua newsletter! Seu último e-mail está guardadinho para eu ler com a apreciação merecida assim que a semana me permitir ♡

      Abraço enorme para ti, Fê!

      Excluir
  3. Eu não posso afirmar, mas penso que fantasmas são ventos sedentos por respirar. Ainda bem para eles e - nós - que tua imaginação abre portas.
    Uma feliz semana pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que metáfora linda, Ney! De fato, fantasmas e ventos se mesclam. Como as ideias. Como as palavras.

      Gratíssima pela gentileza de sempre ♡

      Para você também! Abraços!

      Excluir