As coisas que dão poemas

Às vezes eu me pergunto sobre as coisas
que dão poemas...
Por exemplo,
a dor de cabeça:
a dor de cabeça dá um poema?
Mas, perguntando-me sobre as coisas
que dão poemas, 
foi inevitável
que eu visse esta imagem:
as coisas,
quaisquer que sejam,
dando, literalmente, poemas,
como quem dá um presente,
como quem dá uma esmola
ou como quem dá uma roupa
que não serve mais,
e há uma grande diferença
entre a forma como
as coisas dão e são dadas...

(Se eu, por exemplo,
der a você este poema,
você pode até guardá-lo
como uma carta de amor.)

14 Comentários

  1. Oi, Larissa! Que lindo este poema! Seu talento é admirável. Eu te dou esse comentário como forma de admiração pelos teus sublimes poemas. Tenha um bom fim de semana. Abraço!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luciano! Tudo bem?

      Muito, muito obrigada mesmo! E que presente mais bonito eu ganhei ♥

      Ótimo domingo e ótima semana pra ti! Um abraço enorme ♥

      Excluir
  2. É exatamente isso, Lari! Tudo dá um poema. E se a gente para pra escrever, todos somos poemas. Basta que tenhamos o olhar tão atento quanto o teu, capaz de ver poesia em absolutamente tudo.

    E, ah, aproveitando que estou por aqui, te desejo um Feliz Natal!

    Beijo grande.

    (Um curiosidade: lendo sua newsletter vi sobre a mudança de layout e fiquei super feliz porque Gabs, que fez teu código, é uma blogueira que acompanhava desde meados de 2007 e tinha me perdido dela. Já tinha feito templates bem lindos com ela. E agora fiquei com vontade de fazer de novo. FICOU TUDO MUITO LINDO. <3).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua presença por aqui é sempre tão linda, Jaya...! Muito obrigada! Que seu Natal seja encantador e cheio de poesia ♥

      (Eu amei a curiosidade! Bom saber que, de alguma forma, eu permiti um reencontro, haha! Ela é muito talentosa, não é? Recomendo!)

      Beijos e uma semana linda pra ti ♥

      Excluir
  3. Lindo, linnndooo, tão lindo que chega a ser umas dez vezes bonito! Tu e a dona Coralina, são da mesma estirpe celeste.
    Muitíssimo grato e um feliz domingo. Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gentileza enorme a sua ♥ Muito-muitíssimo obrigada, Ney! Um abraço enorme e uma semana linda pra ti ♥

      Excluir
  4. Lembrei de um verso de um poema de Adelia Prado que diz assim "qualquer coisa é casa da poesia".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a Adélia está certíssima, não é? ♥♥

      Excluir
  5. Fazia tempo que não passava por aqui e fiquei muito feliz em me encontrar com esse poema! Lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadíssima, Gabriela querida ♥ Tão bom vê-la por aqui!

      Excluir
  6. Belas palavras.

    Feliz Natal!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Formulário de contato (para a página de contato, não remover)