A angústia do poema

A angústia do poema só é necessária
quando
imediatamente
substitua a angústia do poeta
e naquele momento o poeta
passe a rir da angústia do poema
(ainda que a angústia
— e o poema —
não vejam a menor graça).

Pausa

Tenho feito tantas pausas
que não sei mais como chamo
os rápidos intervalos
entre uma pausa e outra.

É preciso uma pausa
para que se encontre uma palavra.

É preciso uma pausa
para que se encontre
essa nova palavra

em que também
vou repousar.

De algum momento antes da fuga


04 de novembro de 2020

Às vezes as datas me parecem importantes e não sei bem por quê. Talvez porque não sejam. Ultimamente tudo me parece tão distante, inclusive a data de hoje — esta, que marca o dia que mal começou e do qual já me despeço com um abraço cheio de saudade. Não é como passar o carro à frente dos bois: os bois fugiram todos. Ficou o carro no meio do caminho em que ninguém, nem os bois, passam. Talvez isso tenha acontecido hoje, nesta data de hoje em que busco algum sentido. Talvez a saudade seja de algum momento antes da fuga, que não presenciei.

Formulário de contato (para a página de contato, não remover)