"Ser um par de olhos"

"Até a janela há o infinito
soando nos limites dos meus passos. Cinco.
Ser um par de olhos, isto sim,
piscando a paisagem distorcida.
Ontem
meus versos sangraram a tarde nos morros.
Mas quero ver agora o que a manhã ensina."

Regis de Morais,
em "Cinco passos até a janela", O caminho dos ventos
Editora Papirus, 1983, p. 30

8 Comentários

  1. Choro seco ao que olhos fito os teus dois de dor sem grito.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Que saudade de poesias.
    Saudades de quando tinha inspiração para escrever poemas.
    Linda postagem! Lindo cantinho o seu também!

    Blogger | Instagram | Pinterest

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Karolini!

      Que sua semana seja repleta de poesia e encantamento <3

      Excluir
  3. Belas palavras! Adorei!

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está de volta com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Formulário de contato (para a página de contato, não remover)